PAISAGEM EM LINHA

Através de um jogo de cordas, um grupo de performers ativa as linhas abstratas de uma paisagem vivida, entrelaçando a arquitetura modernista de Brasília com os intrincados e inusitados contornos da geografia brasileira. Entre a fabulação da arquitetura utópica de Brasília e os volumes do mundo natural, a linha torna-se o fio condutor que une os traços, compartimentos e caminhos desta viagem gráfica.

PAISAGEM EM LINHA inspira-se numa experiência de paisagem vivida pela coreógrafa Luciana Lara para traduzir a poética espacial  desta artista para o espaço da galeria. Através da relação entre linha e volume, o ato de desenhar une-se à imaginação na invenção de um espaço compartilhado, onde o  horizonte se encontra com o vértice das coisas. A obra integra a primeira COLEÇÃO COBERTOS PELO CÉU, voltada para o espaço público.

Idealizada e criada pelo coreógrafo brasileiro Gustavo Ciríaco, a coleção Cobertos pelo Céu inaugura uma série de instalações e performances interativas inspiradas em experiências marcantes de paisagem vividas por artistas sul-americanos e portugueses. Movido pela curiosidade em saber  como os artistas sentem e expressam o mundo através do espaço, assim como  arte,  espaço e assinatura poética se cruzam, Ciríaco embarca em uma jornada de descoberta pelas poéticas espaciais desses criadores e as suas formas singulares de serem espelhos do mundo.

O projeto revisita as experiências dos artistas portugueses Jonathan Uliel Saldanha (Música), Cláudia Dias (Dança), João Gabriel Oliveira (Pintura), dos artistas brasileiros Luciana Lara (Dança), Michelle Moura (Dança), João Saldanha (Dança), das artistas argentinas Ana Laura Lozza e Barbara Hang (Dança) e da chilena Javiera Peón-Veiga (Dança e Performance). Estes artistas, apesar de trabalharem em diferentes áreas da arte, têm um traço que os une: a noção de território e a sua transformação poética num universo próprio. 

Artista convidada

Luciana Lara (Niterói/BR) é artista criadora da dança contemporânea, fundadora, coreógrafa e diretora da Anti Status Quo Companhia de Dança (1988). Atua, também, como pesquisadora, professora e dramaturgista. Mestre em artes pela Universidade de Brasília – Unb. Especialização em coreografia e coreologia no Laban Centre em Londres (1996-1998). Graduada em Licenciatura em Artes Cênicas pela Faculdade de Artes Dulcina de Morais.

Seu trabalho é reconhecido pelo hibridismo, a experimentação, a pesquisa de linguagem, abordagem transdisciplinar com campos não artísticos e diálogo com as artes visuais. Principais estudos: dramaturgia, processos criativos, a relação corpo – cidade e novos suportes e formatos (instalação coreográfica, intervenção urbana, site specific, internet e livros/publicações).

Criou mais de 20 obras para a A.S.Q. Cia de Dança. Últimos trabalhos de destaque: De Carne e Concreto – Uma Instalação coreográfica, Camaleões, Sacolas na cabeça e Microutopias Cotidianas Aglutinantes do Lugar. Desenvolve projetos de arte-educação, transformação de plateia e formação de intérpretes e criadores. É autora do livro Arqueologia de um processo criativo – Um livro Coreográfico.

Tem atuado nacional e internacionalmente em festivais como BITEF – Belgrade International Theater Festival /Belgrado, DDD + FITEI, Porto, Mladi Levi International Festival, Ljubljana, Zurich Moves!, Zurique, FIAC Bahia;  Festival Internacional Vivadança  / Salvador, Bienal de Dança do Ceará – De par em par, Fortaleza, Festival Panorama / Rio de Janeiro, MITSP; Modos de Existir / São Paulo, Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília, Movimento Internacional de Dança – MID, Mostra de Dança XYZ, Festival Internacional da Novadança, Festival Expande Dança, Marco Zero – Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas / Brasília,  Bienal SESC de Dança / Campinas, , Festival do Teatro Brasileiro de Teatro, FITAZ – Festival Internacional de Teatro de La Paz / La Paz.

 

COBERTOS PELO CÉU 

Concepção e direção artística Gustavo Ciríaco (Br)

Coreógrafa convidada   Luciana Lara (Br)

Performers – Portugal Alina Folini (Ar),  Bibi Dória (Br), Filipe Caldeira (Pt), Gonçalo Lopes (Pt),  Sara Zita Correia (Pt) e Tiago Barbosa (Pt)

Performers – Chile Belén Alfaro (CL), Paz Marin (CL), Francisco Bagnara (CL), Luche Moreno (CL), Trude Flem (CL) y Joaquín Catalán (CL)

Cenografia Gonçalo Lopes (Pt)

Figurino Sara Zita Correia (Pt)

Fotografia Aline Belfort, Daniel Delhaye, João Peixoto

Direção Técnica Santiago Tricot (Uy)

Administração e gerência financeira Missanga Antunes (Pt)- Efémera Colecção – Associação Cultural 

Direção de produção Sinara Suzin (Br)

Co-produção Fundição Progresso (Rio de Janeiro/Br), NAVE (Santiago/Cl) e Serralves – Museu de Arte Contemporânea (Porto/Pt)

Apoio institucional  THIRD –  Dance and Theatre Academy – Amsterdam University of the Arts

Apoio a residência Devir / CAPA (Faro/Pt), Pico do Refúgio (Rabo de Peixe/Pt), Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas (Ribeira Grande/Pt), 23 Milhas (Ílhavo/Pt), Galeria ZDB & Novo Negócio (Lisboa/Pt), Nave – Centro de Residência y Arte (Cl)

Apoio República Portuguesa – Cultura | DgARTES – Direção-Geral das Artes

Cobertos pelo Céu contou com o Apoio à Co-produção de Espetáculo 2020-2021/IBERESCENA 

 

 

::FUTURO PRÓXIMO::

SESC BOM RETIRO. Dias 12 e 13 de Maio, 2024. São Paulo, Brasil.

::PREVIAMENTE::

Espacio Binário, Festival Pliegues y Despliegues. Dia 22 de Setembro, 2023. Bogotá, Colômbia.

BIENALSUR – Bienal Internacional de Arte Contemporáneo del Sur. Agosto 2023. Dias 19 e 20 de Agosto, 2023. Buenos Aires, Argentina.

DDD & Museu de Serralves.  Dia 23 de Abril, 2022. Porto, Portugal.

NAVE. 16 e 17 de Dezembro, 2021. Santiago, Chile.

Festival Temps d´Images. Galeria Avenida da Índia, 22 e 23 de Outubro, 2021. Lisboa, Portugal.

Fábrica de Ideias/23 Milhas. Abril 6-17. Gafanha da Nazaré, Portugal.

ZDB/Novo Negócio. Residência. Março 1-20, 2021. Lisboa, Portugal.

Fotos Aline Belfort, Daniel Delhaye, João Peixoto